Advertising

Giro pelo Recife


A Estrada do Poço, no Poço da Panela, Zona Norte do Recife, vem sofrendo  com os inúmeros buracos existentes na via. Segundo moradores, devido ao aumento desordenado dos estabelecimentos comerciais no local, o trânsito ficou intenso e as pedras do calçamento estão se soltando. 


Há mais de 10 meses, um vazamento na Rua Laurentino Tavares de Carvalho, no bairro do Fundão, Zona Norte do Recife, jorra água potável pela via. Inúmeras reclamações foram feitas à Compesa, sem sucessso. Enquanto isso, para alguns moradores do local, falta água nas torneiras.


Na Boa Vista, a Emlurb efetuou a troca de diversos postes de iluminação do bairro, porém, no de número H038163, na Rua da Aurora, em frente ao Edf. Duarte Coelho (do Cinema São Luiz), a luminária não foi recolocada. Moral da história, deixou o local no escuro, prejudicando os moradores do edifício e do entorno.


Você que dirige pelas ruas de Recife, já deve ter passado por alguns transtornos por causa das obras, em algumas vias, que a Prefeitura vem realizando para o melhoramento do asfalto. Só que, após o término delas, os transtornos ainda continuam. Motoristas que circulam pela Av. Visconde de Albuquerque e Rua José Bonifácio, na Torre, Zona Oeste do Recife, reclamam da falta de pintura nas faixas dos logradouros.

O vídeo gravado pela internauta Mônica de Assis na noite desta terça (05/11) mostra bem isso. Nele observamos que a Emlurb terminou o recapeamento no local, porém, não promoveu a sinalização horizontal, fazendo com que o trânsito vire uma bagunça, principalmente nos horários de pique.

A internauta ressaltou ainda que, já é comum nestes locais a desordem por parte dos motoristas que não obedecem às leis de trânsito,  mas, tudo piorou com a ausência da sinalização horizontal



Moradores da Rua do Bom Pastor e de suas transversais, no bairro da Iputinga, Zona Oeste do Recife, reclamam de falta de varrição no local. Segundo informações, faz mais de uma semana que a Emlurb não envia um gari sequer, para varrição das ruas. "O que eles fazem é de tempos em tempos, enviarem uma equipe que faz um mutirão de varrição e limpeza dos matos nas calçadas. Saudade das administrações passadas, onde todo dia tinha uma dulpa de garis na minha rua", lamenta Jenner Marinho, morador da área.

Nenhum comentário