Advertising

Crise aumenta a quebradeira na Zona Norte


É grave a crise. Como se não bastassem as lojas fechadas de ruas tradicionais do Centro – como as da Nova e da Imperatriz – o comércio de bairros começa, também, a amargar a onda de fechamentos. É o caso da Avenida Dezessete de Agosto, uma das mais movimentadas e sofisticadas da Zona Norte do Recife.  Desde o ano passado, já são mais de 40 as lojas com atividades encerradas.

Recentemente fecharam naquela via estabelecimentos importantes e badalados como o Bar Chef, a Venda de Seu Antônio, a lanchonete SubWay, assim como os restaurante Pescadero e a Confeitaria Pernambucana (que agora abre apenas para eventos agendados). Fechou, também, a Padaria Capela, depois de arrastar a dificuldade por mais de dez meses.  Conhecida antes por Nutella, a Multi Delicadessen (padaria muito solicitada por moradores de Casa Forte, Parnamirim, Monteiro, Poço da Panela) e reduziu à metade o espaço que mantinha até o início desde ano, retornando ao seu tamanho original.


No ano passado, já tinha fechado o Mura Orora, o serviço de sushi mais famoso de Casa Forte e o Bar do Pezão. A casa de eventos infantis Jungle Prime também deixou a Avenida Dezessete, mas placas junto às de “aluga-se” informam que ela mudou de endereço. Também estão fechadas as lojas onde funcionavam A Maison e a Palazzo. A primeira vendia confecções de grifes famosas para clientes de alto poder aquisitivo. A segunda era especializada em artigos  sofisticados para casa. Na segunda-feira (15) também fechou a Extrafarma, farmácia que funcionava na mesma esquina da Venda de Seu Antônio. Está quebrada, com o teto caindo há um tempão, a Big Ben, também drogaria, na mesma via.

Contando-se, já somam cerca de 50 os estabelecimentos que cerraram as portas na Dezessete, nos últimos dois anos. O pior é que, mesmo com a crise, os aluguéis não baixam de preço. Um comerciante que atua na área informou que há imóvel onde os proprietários chegam a pedir R$ 25 mil por mês. E aí…. não tem comércio que aguente mesmo. O resultado é que há imóveis que não conseguem inquilinos, como aquele onde funcionou a Livraria Módulo e seu vizinho  Come-Come. Ambos estão fechados há um tempão. Na Praça de Casa Forte, bem pertinho da Avenida, fechou a Creperia Rouge, outro restaurante badalado que funcionava também como casa noturna. Na  Dezessete, quem se mantém firme é o tradicional Bar Real, e as casas de recepção. Mesmo assim, com movimento bem inferior ao registrado em anos anteriores.

Por Letícia Lins (Oxe Recife)

Nenhum comentário