Advertising

Protesto na Av. Beira Rio pede justiça pela morte de 31 gatos



Ativistas e protetores da causa animal irão se reunir neste sábado (27), às 14h, na Avenida Beira Rio, na Torre, para uma mobilização contra a morte de 31 gatos. Os animais morreram nos últimos 10 dias, no local, e motivam a revolta dos ativistas. O ato, que está sendo organizado pelo movimento Vozes em Luto Nordeste, será para pedir justiça para o caso.

Os protetores irão solicitar penas mais rigorosas contra os maus-tratos aos animais, além da segurança da praça. De acordo com a Lei Nº 9.605/98, maltratar animais é crime com pena prevista de um até quatro anos de detenção, além de multa.  

Essa não é ocorrência do caso no mesmo local. De acordo com a vereadora do Recife e ativista da causa animal, Goretti Queiroz (PSC), em 2011 foi realizado um ato semelhante. “A avenida virou um verdadeiro local de desova de animais. As pessoas não cuidam dos seus bichos, deixam eles procriarem e os jogam aqui sem o mínimo cuidado. Em 2011, foi realizado um ato mundial contra a crueldade aos animais ali mesmo na praça”, disse.

Os protetores irão comparecer ao local vestindo roupas pretas e com velas brancas, para simbolizar o luto pela morte dos animais. Eles solicitaram à prefeitura câmeras de segurança no local, para inibir o abandono de animais, bem como dar mais segurança aos moradores dos prédios vizinhos. Também foi solicitada a manutenção das lâmpadas da praça e rondas fixas e ostensivas da Guarda Municipal.

A Câmara de vereadores do Recife aprovou, também nesta quarta-feira (24), um requerimento do vereador Ricardo Cruz (Cidadania) para que câmeras de monitoramento sejam instaladas na praça da Beira Rio. A intenção é identificar quem são os responsáveis por envenenar os gatos.

Do DP / Foto: Bruna Costa

Nenhum comentário