Advertising

Pessoas que tiveram dengue estão mais protegidas da Zika


Um novo estudo sugere que pessoas que já tiveram dengue poderiam ter menos chance de serem infectadas pelo vírus da Zika, que em mulheres grávidas pode levar os bebês a desenvolverem microcefalia. O estudo foi publicado na revista "Science" e liderado pelo médico brasileiro Ernesto T.A. Marques da Universidade de Pittsburgh, nos EUA.

Para Marques isso significa que é possível que uma vacina contra a dengue pudesse fornecer, ainda que temporariamente, alguma proteção contra o zika e poderia ser útil para prevenir a síndrome congênita do zika. "Mas ainda precisamos provar isso", diz.

Atualmente, a vacina contra a dengue disponível no Brasil não deve ser administrada em pessoas que nunca tiveram a doença. A decisão afeta a distribuição da Dengvaxia, fabricada pelo laboratório francês Sanofi Pasteur. Ela é a única vacina da dengue com registro no Brasil e é aplicada na rede privada de saúde.

O estudo - que acompanhou cerca de 1.500 pessoas vivendo em um bairro que sofreu com o surto de zika no Brasil em 2015 - também fornece evidências de que a epidemia de Zika no país diminuiu porque pessoas suficientes adquiriram imunidade para reduzir a eficiência da transmissão.

Por Tatiana Coelho

Nenhum comentário