Sport vence Furacão e chega à vice-liderança

quarta-feira, junho 06, 2018


Empurrado pela torcida, que atuou com o time os 90 minutos, o Sport venceu o Atlético-PR por 1×0, nesta quarta-feira (6), na Ilha do Retiro, pela 10ª rodada do Brasileirão. Golaço de Fellipe Bastos, em chute de fora da área. Os rubro-negros chegaram à marca de cinco partidas de invencibilidade no campeonato (três vitórias e dois empates) e subiram para o G-4, com 18 pontos.

O Sport volta a campo no próximo sábado, quando visita o Vasco, no estádio de São Januário, às 19h, no Rio de Janeiro. Será a penúltima partida do Leão antes da parada para a Copa do Mundo – no dia 13, ainda encara o Grêmio, na Ilha do Retiro.

ANSELMO

Nesta quarta, antes de a bola rolar na Ilha, veio a confirmação da saída do volante Anselmo do Clube. O ex-capitão está se transferindo para o futebol árabe. Mesmo assim, acompanhou a delegação do CT ao estádio. Em campo, quem ocupou a sua posição foi Deivid. Já na lateral-esquerda, o substituto do suspenso Sander foi o garoto Evandro, oriundo das categorias de base.

A PARTIDA

O primeiro tempo foi um exercício de paciência para o Sport. Com maior posse de bola, os pernambucanos encontraram dificuldades para abrir espaços entre as linhas defensivas do Atlético-PR. A saída então foi arriscar de fora da área. As três principais chances do Leão nos 45 minutos iniciais saíram em chutes de longa distância.

O volante Fellipe Bastos foi o primeiro a experimentar de fora da área. Aos 13 minutos, arrematou rente ao gramado. A bola até que estufou a rede, só que pelo lado de fora. Catorze minutos depois, foi a vez do meia Gabriel chutar do “meio da rua”. Mais uma vez, a bola bateu caprichosamente na rede pelo lado de fora.

O último arremate, e mais perigoso, foi aos 29, quando Fellipe Bastos inverteu a bola da esquerda para a direita e achou Raul Prata. O camisa 23 dominou, se livrou da marcação e soltou uma bomba com o pé esquerdo – detalhe que ele é destro. O goleiro Santos apareceu de forma providencial.

Mal a bola rolou no segundo tempo, o Sport voltou a usar da estratégia dos tiros de longa distância. Só que dessa vez, o final foi feliz para o Sport. Com apenas 43 segundos, Fellipe Bastos abriu o placar na Ilha do Retiro. A bola fez uma curva e foi morrer no ângulo esquerdo da meta paranaense. Golaço!

Depois de abrir o placar, o Sport não conseguiu se manter com a posse de bola. Só que aí teve sabedoria e qualidade para não deixar com que o Atlético-PR levasse perigo efetivo a meta defendida por Magrão. Foi assim até o fim: vitória leonina na Ilha.

Ficha da partida

Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Evandro (Durval); Deivid, Fellipe Bastos e Gabriel (Neto Moura); Rogério (Michel Bastos), Rafael Marques e Rogério. Técnico: Claudinei Oliveira.

Local: Ilha do Retiro.

Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG).

Assistentes: Felipe Costa de Oliveira e Ricardo Júnior de Souza (ambos de MG).

Gols: Fellipe Bastos, aos 43 segundos do 2º tempo;

Cartões amarelos: Deivid e Ronaldo Alves (S); e Nikão e Thiago Heleno (A).

Público: 17.841 torcedores.

Renda: R$ 288.605,00.

Do Site Oficial / Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Você também pode curtir

0 comentários